quinta-feira, junho 16, 2005

Portugal Turista VS Portugal Eficiente e Moderno

Estive a ler o comunicado n.º 1, da Taça da Europa
Destaco duas passagens:
«A Organização porá à disposição das selecções participantes um serviço privativo de autocarros que para além de assegurar o regular transporte dos participantes das unidades hoteleiras para o Pavilhão e vice-versa, assegurará também os transfers do e para o Aeroporto.» CUSTOS E MAIS CUSTOS
«9. RECEPÇÃO ÀS DELEGAÇÕES
Todas as delegações estrangeiras que cheguem através do Aeroporto Internacional de Lisboa, serão recebidas pela Comissão Executiva que as encaminhará para os locais de alojamento.»
CUSTOS E MAIS CUSTOS

COMENTÁRIO:
Infelizmente só se realizam Competições Internacionais em Portugal de patinagem artística (Campeonatos da Europa e Taça) quase de 10 em 10 anos.
Todos os anos lá vão os atletas ou para a Itália ou então para a Alemanha. Esporadicamente Espanha, França, Eslovénia, ou Inglaterra

Quanto a mim existem várias razões para não se realizar competições em Portugal:
1.ª -PATINAGEM ARTÍSTICA PARENTE POBRE DA FPP
Falta de interesse da FPP pela patinagem artística – é público e notório que a federação não aposta na patinagem artística, por isso só mesmo quando algum clube ou associação se enche de força e se candidata é que eventualmente a federação se esforça, mas quer sempre obter grandes contrapartidas.
2.ª- TURISMO DESPORTIVO
As pessoas da FPP são peregrinos nesta ideia salazarenta: Portugal quando organiza provas tem de por tudo à disposição dos países visitantes. Portugal o país hospitaleiro! Confundem Desporto de Competição com Turismo. Aquelas cabeças têm a sua razão. Pois quando vão lá fora normalmente vão fazer turismo (desportivo) e não competição pensam que os outros são iguais. Por isso, não conseguem compreender que quem vem cá, vem para competir e não para passear. Para passear vêm os holandeses, ingleses, suíços… e os portugueses... Este tipo de mentalidade é um bom exemplo dos dirigentes que temos (Faz-me lembrar aquele Campeonato do Mundo de Hóquei, no Brasil, onde foram todos os elementos da direcção da FPP para assistir ao campeonato :) ).
3.ª DINHEIRO DEITADO FORA COM EXIGÊNCIAS E BENESSES PRÓPRIAS DE UM SISTEMA MEDIEVAL
Cada vez que se realizam estes eventos existe uma imensa lista de exigências absurdas da federação. Há sempre muita gente a passear e a comer à grande. Já não é a primeira vez que alguém desabafa no final que não se mete a realizar uma prova destas. Quem trabalha fica vacinado! Nunca mais pretende meter-se numa coisa igual, tamanha é a listagem de superficialidades. Quando vamos lá fora vemos até os pais do patinadores do clube organizador a servir e a fazer almoços para ganharem algum dinheiro para a secção de patinagem. Aqui vêm todos (dirigentes e acólitos) comer à pala. Por cá, quem trabalha são as pessoas que estão no terreno, o resto é passeio e mordomias.
4.ª FALTA DE UM PLANO QUE CONDUZA ÀS MEDALHAS
Quando o campeonato acaba fica-se com uma sensação de vazio , pois as nações estrangeiras levam as medalhas todas, passa-se os dias dos campeonatos a ouvir os hinos italiano, alemão e espanhol. Para isso, para ouvir e ver a subir a bandeira dos outros países, ligo a televisão e vejo a Formula 1. Não existe um planeamento a médio prazo com vista a ter um lote de atletas campeões durante os campeonatos realizados em Portugal. E aí sim. Conseguia-se dar uma imagem de um país eficaz e trabalhador. O turismo é outra coisa

Lá fora os organizadores só têm despesas com o pessoal da CEPA, o resto da comitivas que se desenrasquem.
Quando vamos lá fora, temos que ir pelos nossos pés até aos pavilhões e hotéis.Ninguém diz nada nem ajuda.

Se não houvesse tantas exigencias e despesas, tenho quase a certeza que havia muita gente a candidatar-se aos campeonatos em Portugal.
Portugal seria também candidato a realizar provas internacionais todas as épocas.

17 Comments:

Anonymous Anónimo said...

É impressionante a fpp que temos.
Só servem para papa tachos.

Mostram-se para as seleções estrangeiras muito hospitareiros e para os atletas portugueses carrascos.

Será que algum dia alguém vai colocar ordem a estes senhores(as)?

Julgo que não.

5:31 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Sempre ouvi dizer que numa Taça da Europa há determinadas despesas que são da responsabilidade da organização.
Qd pude observar, a comitiva portuguesa foi recebida por responsáveis noutro país e num autocarro alugado para o efeito a mesma comitiva foi levada ao hotel de destino.

E isto não se passou em Portugal mas num dos países que mais medalhas arrecada.

Será que é assim tanta novidade? Ou apenas achamos que somos só nós a fazer?

7:20 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Deves estar a brincar?????Autocarros á nossa disposiçao? aaaarrrr que é hilariante

8:42 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

desculpem lá mas não me lembro onde foi essa prova,mas posso estar enganado.....autocarro a disposição!!!! eu não me recordo mesmo ,mas se tiver enganado peço desculpa!!!!mas em relação a taça da europa,meus amigos é dificil organizar uma prova europeia,pk os valores e o que se pede em troca não é muito aliciante.Mas tudo se faz com dedicação e muito trabalho a favor deste desporto que escolhemos !!!! A unica recompensa é ter o pavilhão cheio e visitarem a Nazare e descobrirem uma das mais belas praias de Portugal.

Frederico Bernardo

11:01 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Ñão é a 1ª nem 2ª vez que as comitivas têm autocarros ao dispôr para serem levados à cidade onde se realizam os campeonatos.
Se a cidade que organiza a taça da europa em Portugal o vai fazer também só fica bem, e a organização fica de parabéns. Se a organização possui dinheiro para isso....Só demonstra que trabalharam para o efeito.

11:25 da tarde WEST  
Anonymous João said...

se o objectivo da realização é conhecer praias. Então haverá outras actividades bem mais interessantes.
o nosso amigo do autocarro deve ter ido apenas a 1 campeonato e ficou impressionado com o bus. mas se tivesse ido mais vezes lá fora reparava k só em Portugal é k exigem estas mordomias, k se dirigem mais aos dirigentes do que aos atletas. geralmente a itália aluga vários carros porque tem muita gente e os horários dos autocarros lá fora são irreais. mas os custos com os autocarros são uma gota de água nos dinheiros públicos mal gastos.
João

10:32 da manhã WEST  
Anonymous Anónimo said...

Mas a quantos campeonatos é que foi afinal? para falar com tanta certeza? é que fala como se fosse o detentor da certeza absoluta. tenha calma.

2:05 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Que eu saiba, o amigo do autocarro nao falou em campeonatos mas em TAÇA DA EUROPA...

E referia-se precisamente à Taça organizada em Itália!!!

9:26 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Ó meu amigo: uma andorinha não faz a primavera.
Só porque teve o privilégio de ir a Itália a uma Taça, sendo que lá havia transporte (falta saber a onde e em que condições), não quer dizer que essa seja a regra. Antes pelo contrário!
A regra é: vão pelos vossos pés!
Mas como de costume estamos a discutir o superficial (a espuma).
Para mim, o fundo da questão é: mais provas em Portugal a custos baixos para os organizadores.
A fpp não deve lucrar (receber dinheiro)com a realização de eventos. Mais parece uma máquina de estragar dinheiro (vejam, a titulo de exemplo, quantas pessoas estão para o som).
As vantagens de se realizarem provas internacionais em Portugal é enorme.

10:48 da manhã WEST  
Anonymous Anónimo said...

Precisamos de ter cuidado!!!
Porque, há por aí um coleguinha que confunde campeonatos do mundo com europeus. Será o mesmo?

10:50 da manhã WEST  
Anonymous Anónimo said...

E se mudassemos de assunto e falassemos nas penalizações a que atletas são sujeitos desnecessariamente?

11:09 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Penalizações desnecessárias?
Explique-se por favor....

1:19 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Penalizações: castigos imputados, neste caso a atletas, que se traduzem numa subtração de 0,1 a 1 ponto à classificação original do programa.
Desnecessariamente: dispensáveis.
Este é o tema que proponho a discussão.

10:56 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

o importante era haver já alguma coisa a mexer no sentido de mobilizar os atletas e os fazer treinar sonhando com a possibilidade de representarem uma nação, 10 milhões de almas lusas.

1:10 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

«A Organização porá à disposição das selecções participantes um serviço privativo de autocarros que para além de assegurar o regular transporte dos participantes das unidades hoteleiras para o Pavilhão e vice-versa, assegurará também os transfers do e para o Aeroporto.»

Fiquei surpreso porque nunca vi uma organização de uma prova primar por tanta eficiência nesta área da logística e certamente o custo disto será mais elevado. Mas quem paga tudo isto? a câmara?

Por os outros nunca o terem feito não quer dizer que não se faça cá, mas certamente o sistema que todas as organizações adoptam de rotatividade de autocarros, que cada federação sabe os horários e têm que se desenrascar, é o mais adequado face às despesas...

"RECEPÇÃO ÀS DELEGAÇÕES"
Todas as delegações estrangeiras que cheguem através do Aeroporto Internacional de Lisboa, serão recebidas pela Comissão Executiva que as encaminhará para os locais de alojamento.»

...bem...a hospitalidade portuguesa tem destas coisas...tantos nos queixámos quando vamos lá fora, quando se esquecem de nós no aeroporto, quando enviam uma carrinha de 9 lugares para 15 ou 20 pessoas mais bagagem...mas independentemente de tudo, da despesa que possa acarretar acho bem que as delegações sejam recebidas por alguém da comissão executiva e não por pelo motorista do autocarro como tantas vezes nos aconteceu...mas quem paga isto???a camara???

Certamente quando aceitaram a prova tinham um caderno de encargos e faziam ideia da despesa que uma prova como esta acarreta, só espero que não deixem de fora atletas por falta de verbas...

Filipe

3:54 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

E já agora...podiam começar a pensar em organizar um campeonato da europa ou do mundo em Portugal...

Filipe

3:56 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

a fpp não tem interesse que a modalidade evolua muito. senão o hóquei deixava de ter o espaço que rouba à patinagem artistica.

12:39 da tarde WEST  

Enviar um comentário

<< Home

Free Hit Counters
Free Counter