quinta-feira, julho 20, 2006

(Re)pensar a modalidade-3

Do meu ponto de vista, seria necessário estabelecer três princípios fundamentais de acção para a modalidade, a saber:
1.º - Direccionar a modalidade apenas para os atletas, apostando fortemente no aumento do número de praticantes.
2.º - Criar condições para aumentar a qualidade e a espectacularidade da patinagem artistica em Portugal, organizar os respectivos campeonatos com vista a demonstar uma festa da modalidade.
3.º- Levar a Patinagem Artistica para a comunicação social e tirar todas as vantagens daí inerentes (dar a conhecer ao grande público as fantásticas potencialidades da Patinagem Artistica).

O novo regulamento tem essa capacidade? Obviamente que não.

Eventualmente haverão outros princípios igualmente importantes. No entanto, seria necessário trabalhar estes cada um por si, até à exaustão.

Cada um desses princípios, com as pessoas adequadas, deverá ser devidamente planificado e preparada a sua aplicação.

7 Comments:

Anonymous Patim said...

Já somos dois a pensar nos mesmos pontos. Agora juntem-se mais e vamos tentar debatelos construtivamente. Qualquer um dos três é da responsabilidade de todos os intervenientes (Clubes, Treinadores, Associações e FPP).
Acho que andar para aqui a chover no molhado e apenas fechar os olhos ao que esta mal.

4:15 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

"Olha para o que eu digo não olhes para o que eu faço"

Provebio popular


A patinagem precisa mais quem faça do que quem fale.

1:49 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Encontrar as "pessoas adequadas" seria um verdadeiro quebra cabeças! E mesmo que se encontrasse alguém bastava-lhe fazer um erro para ser crucificado em sites anónimos de patinagem!

6:43 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

REalmente a patinagem está onde merece. Com gente mesquinha queriam o quê?
Pouco público! Poucos atletas!
Culpados: Treinadores, pois desde cedo seleccionam e puxam quem lhes parece ter mais jeito e abandonam a maioria.Diga-se que a grande maioria dos treinadores não têm formação académica, e isso explica muita coisa. Muitos gastam energias a vender material, roupa, meias, lantejoulas e esquecem-se da sua verdadeira função, que é formar e entender que cada atleta tem uma linha de evolução.
Juízes - Verdadeiros castradores. pela falta de meios, preparação e, mais grave, espírito fraudulento. Quando temos juízes afectos e afectados a clubes, queriam o quê? Seriedade e isenção? A ralé social do país está concentrada no mundo da patinagem. Perdão! A elite da ralé.

12:07 da manhã WEST  
Anonymous Patim said...

Quem não deve não teme.
Tal como se tem sacrificado atletas aos milhares; sera justo sacrificar sonhos! Ou sera que são os frustados desses sonhos que como não chegaram a lado nenhum tambem agora não querem que ninguem chegue
E se é rale ou elite da ralé é apenas porque existe alguem mais baixo ainda que alimenta isso.
Mas não vou pelas ofensas!!
Tambem não queiram culpar os treinadores de tudo, lembrem-se que existem clubes, directores e pais que pagam a esses treinadores. Talvez seja pelos vencimentos churudos que os treinadores de patinagem recebem dos clubes que eles desaparecem!!
Sr. Anonimo das 12 não va por esse caminho, porque o que me da a entender é que o Sr esta é dor de cotovelo de alguem, gaste essa energia a melhorar a patinagem e não a disparar em todos os sentidos.

1:28 da manhã WEST  
Anonymous Anónimo said...

VAI HAVER UM VISIONAMENTO NO LUSO NOS DIAS 23 E 24 DE SETEMBRO.
A FEDERAÇÃO CONTINUA A FAZER SEGREDO DA LISTA DOS ATLETAS.
PORQUE TANTA FALTA DE TRASPARENCIA?

10:32 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

É "claro"...

8:53 da tarde WEST  

Enviar um comentário

<< Home

Free Hit Counters
Free Counter