terça-feira, julho 04, 2006

Eduardo Medeiro- Relativamente aos Juízes - III

Para finalizar estas minhas reflexões sobre ser juiz em Portugal
Digo isto com toda a sinceridade: Felizmente, em Portugal temos bons Juízes.

Falta avaliar os Juizes - avaliar para separar
Considero que os maus juízes prejudicam a imagem dos Bons Juizes. Mais (os maus): prejudicam a Patinagem.

Apesar desse prejuizo, continuam a ajuizar. Não há nada nem ninguém que os avalie (de uma forma objectiva e séria, porque todos têm direito a serem avaliados correctamente). Falta constituir um regulamento de avaliação de juizes. No final de cada época sairia a classificação publica dos juizes.

Esclarecendo um outro aspecto, diria:
Do meu ponto de vista, os maus juízes, não são aqueles que erram exporadicamente.
Para mim, o mau juiz é aquela personagem que, consciente e reiteradamente, é parcial e sem qualquer problema prejudica os atletas ou o trabalho dos treinadores.

Valorizar os bons, eis a questão.
Como há necessidade de valorizar os bons atletas, também há necessidade de valorizar
os bons juízes. Ser-se juiz não é uma acto acabado, ou seja, ao longo da carreira vai-se melhorando. Os melhores seriam os guias dos que estão em formação.
O que se vê em Portugal? Nada.
Quem é o melhor juiz de patinagem artistica português? Eu tenho a minha opinião...

Separar o "trigo do joio".
Como dizia alguém: "metem todos no mesmo saco" (a farinha estragada se for misturada com a boa causa danos gerais).
É verdade. Esta mistura é terrível.
Por isso, há necessidade de ficar só com os bons e não misturá-los.

Numa outra visão:
Posso até discordar de algumas notas. E reconheço que dou mais importância a certos aspectos que não agradam a todos. Mas, esses juízes de que discordo, em consciência, não os chamo de maus. Apenas não partilhamos das mesmas opiniões. É só. Tenho pena de não lhes transmitir as minhas razões.

Intercâmbio de informação e pontos de vista- necessidade suprema
Às vezes o intercâmbio de opiniões poderia valorizar o trabalho futuro de todos. O que não se faz.
Para mim é uma questão dos responsaveis pensarem nas coisas. E depois tentarem motivar todos e agendar reuniões onde se acordassem critérios de valoração (para isso deve haver acções conjuntas entre juízes e técnicos).

16 Comments:

Anonymous Anónimo said...

se começarem a controlar os juizes e a exigir mais conhecimentos metade deles vai embora

11:59 da manhã WEST  
Anonymous Patim said...

Mais valem poucos mas bons que muitos mas maus

1:05 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

leiam a carta do presidente Aracu (agora está traduzida)

1:36 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Eu tb acho q mais vale poucos mas bons... No entanto, a não ser q recompensassem mt bem esses poucos, tinhas provas canceladas por falta de juizes.

11:08 da manhã WEST  
Anonymous Anónimo said...

Quais foram os resultados do campeonatos de juniores?

10:01 da manhã WEST  
Anonymous Anónimo said...

Nacional de 1ª Categorias - Juniores - resultados
Figuras Obrigatórias Femininos:
1º MARTA FERREIRA RCC 7,0 149,1
2º CLAUDIA MATOS CDPA 6,0 144,2
3º CATARINA COELHO IND 5,0 130,8
4º CLAUDIA SILVA CRLPS 4,0 129,1
5º ANA RITA PIRES IDV 3,0 109,3
6º SOFIA CASTRO SLB 2,0 96,7
7º JOANA MOREIRA BIR 1,0 76,8
8º PATRICIA SILVA BIR 0,0 50,2

Patinagem Livre Femininos:
1º MARTA FERREIRA RCC 19,0 318,1
2º CATARINA COELHO IND 18,0 301,1
3º MARIANA FERREIRA PNC 17,0 287,0
4º VANESSA OLIVEIRA ADA 16,0 257,5
5º CLAUDIA SILVA CRLPS 15,0 244,0
6º GILDA VIEIRA CPSC 14,0 232,9
7º MARTA ALVES CPACC 13,0 228,9
8º MARIA BORGES CPSC 12,0 228,3
9º NADIA MOREIRA IDV 11,0 225,1
10º MARCIA MACIEIRA SRSSP 10,0 208,1
11º JOANA FARINHA LMRA 9,0 200,0
12º INES SILVA HCL 8,0 200,1
13º PATRICIA SILVA BIR 6,0 S.M.V. 197,4
14º ELISABETE ARRAIAL CPSC 6,0 S.M.V. 195,9
15º PATRICIA MEIRELES JP 5,0 S.M.V. 188,0
16º ANDREIA CORREIA CDM 5,0 S.M.V. 191,1
17º INES SOUSA JO 3,0 184,0
18º JOANA MOREIRA BIR 2,0 185,3
19º ANA FILIPA PAULINO CPBJ 1,0 169,2
20º DIANA SOUSA CPBG 0,0 60,9


Figuras Obrigatórias Masculinos:
1º HUGO CORREIA SLB 1,0 137,4
2º BRUNO SANTOS IND 0,0 130,0

Patinagem Livre Masculinos:
1º BRUNO SANTOS IND 9,0 337,1
2º HUGO CORREIA SLB 8,0 331,1
3º MIGUEL MANGAS SCSPA 7,0 309,1
4º TELMO FERREIRA CPSC 6,0 282,1
5º DANIEL FONSECA RCC 5,0 267,3
6º JOEL MALTA CPBG 4,0 270,8
7º PEDRO TOJO CPSN 3,0 237,0
8º LUIS GONÇALVES FCC 2,0 188,3
9º CARLOS DO Ó FCC 1,0 174,0
10º DIOGO VILAR EDV 0,0 148,0

Pares Artísticos:
1º ANA CARVALHO / RICARDO
LASCASAS
GDCF 0,0 236,5

Pares Dança:
1º MADALENA BULE / TIAGO
GALEGO SCSPA 1,0 219,80
2º LILIANA GOMES / NUNO
BESSA CPBG 0,0 216,90

Classificação Clubes:
1º RCC Rolar Custóias Clube 7,0
2º SLB Sport Lisboa e Benfica 4,5
3º SCSPA Sport Clube Serpa Pat. Artística 3,5
4º CDPA Clube Desportivo Paço de Arcos 2,5
5º CRLPS Clube Recreativo Leões de Porto Salvo 2,5
6º CPSC Clube de Patinagem de Santa Cruz 2,5
7º PNC Patinamar Nazaré Clube 2,0
8º GDCF Grupo Desportivo Coral de Fânzeres 1,5
9º CPBG Clube de Patinagem de Baguim 1,5
10º ADA Associação Desportiva de Argoncilhe 1,5
11º IDV Industrial Desportivo Vieirense 1,5
12º BIR Biblioteca de Instrução e Recreio 1,0
13º CPACC Clube Pat. Art. Charneca da Caparica 0,5
13º CPSN Clube Pessoal Siderurgia Nacional 0,5
15º FCC Futebol Clube Castrense 0,5
16º SRSSP Sociedade Recreativa Santa Susana e Pobral 0,5
17º LMRA Liga Melhoramentos Recreios de Algés 0,5
18º HCL Hóquei Clube de Leiria 0,5
19º CDM Clube Desportivo do Machico 0,0
19º CPBJ Clube de Patinagem de Beja 0,0
19º EDV Escola Desportiva de Viana 0,0
19º JO Juventude Ouriense 0,0
19º JP Juventude Pacense 0,0

2:40 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

Porque não uma avaliação dos nossos juízes, tal qual se faz no hockey em patins?

Só quando os juízes forem, de facto, responsabilizados, pelos seus actos é que poderemos ter provas sérias e crediveis.

A avaliação é essencial, para promover aqueles que levam a modalidade a sério e despromover os que entram em "ringue" para brincar com o trabalho dos nossos atletas.

Os juízes são os grandes responsáveis da patinagem continuar a ser uma modalidade familiar e com pouca expressão.
Nem os atletas, nem os dirigentes, nem os treinadores acreditam na veracidade do ajuizamento em Portugal, tão pouco acreditam na qualidade e idoneidade dos nosso juízes.

É preciso agir, combater os medos e os compadrios e trabnsformar este desporto num desporto sério de competição.

2:00 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

ja chegaram as cartas para o europeu de juniores.
quem recebeu podia dizer quem foram os atletas seleccionados.

11:28 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

bruno,mangas,catalão,marta,catarina coelho(cunha comissão tecnica) mariana ferreira( cunha treinador(frede).há pois é saudações do amigo roller

2:26 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

faltam os dois pares de dança que tb receberam

10:35 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

e como sabes tu disso tudo, e nós não?
foi por cunha de quem?lol

11:44 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

gostaria de felicitar a pessoa corajosa k criou este blog...ta expectacular...foi a 1ª x k visitei max tou a ver k vou ter de paxar ka mais x's... Do que li em alguns posts deste blog deu pra ver k nao ha prob nenhum em se falar de nada... vou dando noticias...:P

4:53 da tarde WEST  
Anonymous Anónimo said...

natacha!

3:34 da manhã WEST  
Anonymous Anónimo said...

Queria deixar aqui um comentário aos textos do Eduardo Medeiros sobre o ajuizamento em Portugal. Começando pelo fim, tenho a dizer que não concordo com a uniformidade no sentido de todos os juizes darem a mesma importancia aos mesmos pormenores, a patinagem artistica é um desporto que suscita diferentes emoções e isso deve se reflectir no ajuizamento. Não me importo nada que diferentes pessoas-juizes tenham opiniões diferentes sobre as prestações desportivas dos atletas. É por isso que avaliam 5 juizes e não só um. Porque no final a maioria vence e isso é que é a parte importante. Se o Eduardo defente a homogeneidade de critérios, eu em vez defendo a diferenciação do papel avaliativo de cada juiz, ou seja, como no sistema que vigora no gelo, se o Eduardo está mais sensivel para a parte coreografica, entao que avalie somente isso, deixando a avaliação dos elementos técnicos para outros colegas e assim dissecando e especializando ao máximo a avaliação de cada juiz. Nem todos temos de concordar com os criterios por que se rege o Eduardo e ainda bem. A sua opinião vale um voto, mas estão lá outros colegas que têm o mesmo direito. O que poderia quebrar este sistema, seriam realmente os joguinhos sujos, no sentido de favorecer quem os convoca para voltar a convocar, muito mais que favorecer a sua associação que nem por isso está atenta nem tem voto na convocatória do juiz da sua região para os nacionais. Muito mais se poderia dizer sobre este tipo de favorecimento, mas sabe, Eduardo, o que acho mais hilariante é ver um juiz que quer tanto que a sua nota conte muito que dá uma grande diferença dos outros, não se apercebendo que a única coisa que isso vai fazer é que pareça estranho para leigos que esse que ficou atrás tenha mais pontos que o que ficou á frente. Mas para quem conhece o sistema de desempate, só dá para rir da tentativa...

2:30 da manhã WEST  
Anonymous Anónimo said...

ao ultimo comentário:
"...Se o Eduardo defente a homogeneidade de critérios, eu em vez defendo a diferenciação do papel avaliativo de cada juiz, ou seja, como no sistema que vigora no gelo..."

aconselho-o a informar-se sobre o sistema de ajuizamento do gelo. pois ele contraria exactamente o que acaba de dizer.

6:32 da manhã WEST  
Anonymous eduardo medeiro said...

Só quero deixar aqui uma coisa explicita... eu nao me quero destacar dos outros juizes... tento é destacar atletas quando assim axo que merecem... eu tb sei os sistemas de desempates... se as pessoas não percebem... nao tenho culpa... em vez de utilizarem regulamentos para papel higienico...que os leam.

ps - desculpem os erros mas isto esta complicado com tantos idiomas ao mesmo tempo.

Edu

2:10 da manhã WEST  

Enviar um comentário

<< Home

Free Hit Counters
Free Counter